1.º Colóquio Internacional - O Sistema Financeiro e Fiscal do Urbanismo - Ciclo de Colóquios: O Direito do Urbanismo do Séc. XXI Fechar

1.º Colóquio Internacional - O Sistema Financeiro e Fiscal do Urbanismo - Ciclo de Colóquios: O Direito do Urbanismo do Séc. XXI

De: Vários autores

  • Actualmente estrelas
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
 
€ 13,00
 
Expedição prevista no prazo de 4 a 6 dias úteis
  • em Portugal. V. condições de entrega para envios internacionais. Sujeita a confirmação de disponibilidade na respectiva editora.
 
 

Sinopse

A problemática do urbanismo tem a maior actualidade e a maior delicadeza, obrigando a uma abordagem integrada de componentes de diferentes naturezas.O afluxo das populações às cidades não é de agora, mas tem nos nossos dias uma dimensão acrescida, fazendo aumentar as dificuldades dos problemas, com implicações muito negativas no bem-estar dos cidadãos. Só a existência de problemas mais delicados, alguns deles novos, poderá explicar aliás que constatemos que antepassados nossos tenham podido resolver melhor a problemática do ordenamento urbano nos centros (agora históricos) de cidades como Paris, S. Petesburgo, Roma ou Siena, onde ainda hoje dá gosto viver.Há de facto nos nossos dias dificuldades e exigências maiores, tanto na visão alargada com que têm de ser vistos os problemas e tomadas as decisões de planeamento, como no rigor com que têm de ser aprovados ou rejeitados os projectos que são apresentados.Para além de intervenções de índole mais directa, exigindo talvez recursos financeiros acrescidos, há que utilizar outros tipos de instrumentos, capazes de orientar as decisões num sentido mais conveniente.Assim tem que acontecer com a via tributária, que tem aliás uma grande tradição no que respeita ao património predial.Ao longo de muitas décadas a contribuição predial constituiu uma das fontes principais de receita na Europa, representando ainda hoje uma percentagem muito significativa em países desenvolvidos de outros continentes, como são os casos dos Estados Unidos, do Canadá ou da Austrália. Para além disso, os pagamentos de licenças têm vindo a constituir receitas muito significativas das autoridades locais.Não pode todavia ser apenas fiscal, de cobrança de receitas, a finalidade dos instrumentos tributários. Por exemplo a contribuição predial tem também a função de ser um incentivo, ainda que pequeno, à utilização de recursos escassos que têm uma função social a desempenhar, contribuindo para que não fiquem devolutos terrenos de construção, casas de habitação sob pena de se agravarem as condições básicas de habitação e exploração agrícola e de se penalizar o investimento nestes sectores, face a outras hipóteses em aberto, algumas delas com menor relevo social.Estando tantos problemas em causa na área do sistema financeiro e fiscal do urbanismo, bem se justificou a iniciativa do CEDOUA, com a organização do Colóquio que esteve na origem desta publicação. Para além de contributos de reputados especialistas portugueses, reflectindo prioritariamente sobre a nossa realidade, procurou-se conhecer a experiência de outros países europeus (de Espanha, da Alemanha, da França e da Itália), com a participação também de académicos destes países.Conseguiu-se assim um acervo dificilmente igualável de informações e análises que seria pena que ficasse confinado aos que puderam participar nas sessões de 13 e 14 de Outubro de 2000, alargando-se substancialmente, com a presente publicação, o número de pessoas que poderão beneficiar com a leitura dos contributos proporcionados.Trata-se de temática com especial actualidade no nosso país, onde continuam a ser anunciadas alterações significativas neste domínio. Sucedem--se as críticas ao sistema de financiamento e a várias figuras fiscais actuais ligadas ao urbanismo, mas importa que as mudanças que se verifiquem sejam claramente no melhor sentido.Por fim, sendo difícil ou mesmo impossível mencionar todos os que contribuíram paro o êxito do Colóquio e agora para a publicação do livro, não poderei deixar de referir o Colega Doutor Fernando Alves Correia, seu Coordenador Científico, e as Dras. Adriana Rodrigues e Rute Saraiva, com o apoio técnico proporcionado, bem como os patrocinadores que generosamente aceitaram apoiar a iniciativa. Coimbra, 8 de Agosto de 2001 Prof. Doutor Manuel Carlos Lopes Porto
 

Ficha Técnica

  • Editora: Almedina
  • Colecção:
  • Data de Publicação: 2002
  • Encadernação: Capa Mole - 238 páginas páginas
  • Idioma: Português
  • ISBN: 9789724017709
  • Dimensões do livro: -
  • Avaliação média dos leitores:
    • Actualmente 0 estrelas
    • 1
    • 2
    • 3
    • 4
    • 5
    (0 comentários dos leitores)
 
 

Comentários

Para comentar precisa de estar registado

Se encontrou conteúdo errado ou ofensivo nesta página envie-nos um e-mail.

CONHECER O AUTOR

Vários autores

Vários autores

Saber mais »

LIVROS DO MESMO AUTOR

  1. Desigualdades em Portugal Desigualdades em Portugal   € 7,20  
  2. Revista de Direito Intelectual II - 2015   € 18,00  
  3. Com a Cabeça na Lua   € 17,13  
  4. A Cosmogonia Maçônica Símbolo, Rito, Iniciação   € 14,75  
Ver todos

Partilhar por e-mail Fechar

 
 
 
 
Livro adicionado ao carrinho
De momento, este livro não está disponível para encomenda.