José Guerra

José Manuel Boinho Guerra (Honoré DuCasse), nasceu em Lisboa em 1969, é licenciado em Psicologia pela Univ. Lusófona. Possui um Micro MBA em Gestão Empresarial e especialização em Consultoria PME.

Na década de 90 foi oficial do exército português onde esteve ligado à formação/instrução e comando de sub-unidades militares. De 2000 a 2010 foi Consultor e Formador em Desenvolvimento Organizacional. Actualmente, para além de Poeta e Escritor, é coordenador editorial e presta assessoria na no sector literário. Através do Sitio do Livro, já lançou três obras de poesia e prosa poética "Pensamentos" (2010); "Pura Inspiração" (2011); "Palavras Por Dizer" (2012) e dois romances, "A Paixão que Veio do Frio" (2011) e "Amor Proibido" (2012). Mais recentemente, com a chancela das Edições Vieira da Silva, lançou um romance "Aguarela sem nome" (2013) e uma obra de poesia em prosa "Intranquila Quietude" (2015)

Página oficial do autor: http://jguerra.no.comunidades.net/

  Ver livros do autor
 
Sugerir alteração

  Livros do autor

Comentários

Para comentar precisa de estar registado

  publicado: 02:17 do dia 22/01/2016 O Beijo por: Jos? Guerra Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 19:35 do dia 28/06/2015 Na intimidade de um poema por: Jos? Guerra Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 17:38 do dia 21/03/2014 Dia mundial da poesia por: Jos? Guerra "Se a poesia não existisse, a alma seria errante, prostrada no seu próprio desespero" José Guerra (Honoré DuCasse) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 14:10 do dia 24/06/2013 Tvi24 - Profissões com(...) por: Jos? Guerra Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 15:47 do dia 10/01/2013 Livros que escutam, páginas(...) por: Jos? Guerra Caros amigos e leitores,Para além dos locais habituais de venda, quer no Sítio do Livro, quer na Livraria Leya na Barata, poderão encomendar qualquer destas obras em qualquer livraria em território nacional. (Amor Proibido); (A Paixão que Veio do Frio); (Pura Inspiração); (Palavras por Dizer) e(...) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 16:32 do dia 01/01/2013 A obra nasce e o homem renasce por: José Guerra A obra nasce e o homem renasce. Desde 2010 que a palavra escrita é uma fonte incessante. Trago à luz a minha essência e dou sentido à minha existência. Se um dia a noite se calar e o canto da ave não cantar, não terá sido em vão que percorri este mar... José Guerra (2013) Sítio do Livro   Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 02:37 do dia 23/12/2012 Livros que escutam e que nos(...) por: José Guerra Desde o romance à poesia, (Amor Proibido); (A Paixão que Veio do Frio); (Pura Inspiração); (Palavras por Dizer) e (Pensamentos), poderá encontrar todas estas obras nos locais habituais de venda, quer no Sítio do Livro, quer na Livraria Leya na Barata. Poderá também encomendar estes livros em(...) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 13:39 do dia 09/12/2012 Olha... por: José Guerra Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 13:13 do dia 06/12/2012 Ofereça neste Natal... por: José Guerra Excerto do meu último romance, "Amor Proibido". Um romance surpreendente que conta a história de uma pessoa que estava à frente do seu tempo e que fez história. Surpreenda neste Natal e ofereça este livro autografado pelo autor. Para mais informações, contacte-me através do correio interno do(...) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 13:34 do dia 01/12/2012 "Amor Proibido" por: José Guerra Um amor impensável que a sociedade lhe chamou proibido....foi assim, o lançamento de mais uma obra da minha autoria no passado dia 25 de Novembro, foto gentilmente cedida pela Livraria Leya na Barata, onde esta obra se encontra disponível. Este livro poderá também ser encomendado em qualquer(...) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 22:13 do dia 22/11/2012 ...das pedras que percorri... por: José Guerra   Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 18:03 do dia 19/11/2012 por: José Guerra É já no próximo Domingo, dia 25, pelas 17h00 na Livraria Leya na Barata, 11-A, Av. de Roma em Lisboa....conto com a vossa presença... Um abraço literário! José Guerra Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 02:01 do dia 16/11/2012 "Amor Proibido" por: José Guerra Disponível no Sitio do Livro, na Livraria Leya na Barata em Lx, ou em qualquer livraria por encomenda. O lançamento é já no dia 25 de Novembro pelas 17h na Leya na Barata. Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 16:05 do dia 04/11/2012 José Guerra - Poeta e Escritor por: José Guerra José Manuel Boinho Guerra, nasceu em Lisboa em 1969, é licenciado em Psicologia. Possui um Micro MBA em Gestão Empresarial e especialização em Consultoria PME. Na década de 90 foi oficial do exército português onde esteve ligado à formação/instrução e comando de sub-unidades militares. De 2000 a(...) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 15:47 do dia 04/11/2012 Chover na tua pele... por: Jos? Guerra Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 13:51 do dia 31/10/2012 "Amor Proibido", já(...) por: José Guerra Caros amigos e leitores, informo que já se encontra à venda na Livraria Leya na Barata (Av. Roma, 11 em Lx) e através do Sitio do Livro, por encomenda online, o meu novo romance, "Amor Proibido". O lançamento desta minha obra e respectiva sessão de autógrafos, vão ter lugar na Livraria Leya na(...) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 23:44 do dia 28/10/2012 Lançamento de "Amor Proibido" por: José Guerra Conto com a vossa presença! Um abraço literário! José Guerra Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 11:25 do dia 22/10/2012 Éramos chuva e vento... por: José Guerra Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 12:33 do dia 19/10/2012 Caminhar este silêncio... por: José Guerra Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 10:46 do dia 17/10/2012 Chuva outonal... por: José Guerra Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 21:29 do dia 15/10/2012 "O caminho faz-se caminhando" por: José Guerra ?O caminho faz-se caminhando? como diria F. Pessoa. Faz-se caminhando, porque não há caminho, porque este só se faz ao caminhar, palavras sábias de António Machado, poeta Espanhol. A minha caminhada, ainda que curta num trajecto de apenas 3 anos, já conta com 4 obras lançadas de que me orgulho.(...) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 10:34 do dia 15/10/2012 Já em Novembro... por: José Guerra Foi aqui que tudo aconteceu...um amor impensável contra tudo e contra todos, que atravessou séculos de história e pôs em causa valores, instituições e a mentalidade de uma época conturbada....o título e a capa do livro, estão prestes a serem revelados. Novembro será o mês de lançamento desta minha(...) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 11:38 do dia 02/10/2012 Já em Novembro... por: José Guerra Para quem gostou de "A Paixão que Veio do Frio", irá ter em breve a oportunidade de viajar no tempo e sentir nas palavras o que alguém sentiu, se é que se pode sentir na pele algo tão intenso e impensável naqueles tempos....Novembro é o mês em que será desvendado o meu novo romance, assim como o(...) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 01:07 do dia 30/09/2012 Se o céu soubesse... por: José Guerra Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 11:43 do dia 16/09/2012 "A Paixão que Veio do Frio" por: José Guerra "A Paixão que Veio do Frio" na feira setecentista em Queluz. Uma obra que se enquadra num espaço que, traduz ao vivo e a cores o que era sociedade no Séc. XVIII e todo o glamour a ela associada.Um especial agradecimento à Cristina Alcantara que teve a gentileza de pousar para a foto. Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 13:24 do dia 03/09/2012 A Paixão que Veio do Frio -(...) por: José Guerra A Livraria Dharma, em Mem - Martins, elegeu o meu romance "A Paixão que Veio do Frio" como livro do mês. O destaque foi dado no Jornal Cidade Viva, Jornal mensal do Concelho de Sintra, edição nº 92. Desde já um imenso obrigado e um abraço literário a todos! José Guerra Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 23:54 do dia 31/08/2012 Blogue - José Guerra por: José Guerra José Guerra - Trovador dos Mares Um blogue de Poesia e Prosa Poética, com novidades editoriais Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 23:59 do dia 25/08/2012 Até que a luz se apague... por: José Guerra Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 20:19 do dia 15/08/2012 A Paixão que Veio do Frio por: José Guerra Sintra é o palco deste enredo amoroso, numa época em que amor era vivido com glamour. Este romance já atravessou o atlântico para terras de Vera Cruz. Esta obra, encontra-se em distribuição livreira em Portugal, podendo ser adquirida ou encomendada nas principais livrarias do país, ou através do(...) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 18:31 do dia 15/08/2012 Torso insone por: José Guerra Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 12:51 do dia 10/08/2012 Feira do Livro da Ericeira por: José Guerra Olá a todos! Logo mais, pelas 21h00, estarei na Feira do Livro da Ericeira para dois dedos de conversa e autografar a minha obra "A Paixão que Veio do Frio", uma história de amor que já viajou para o outro lado do atlântico. Até já! Um abraço literário! José Guerra Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 14:17 do dia 09/08/2012 por: José Guerra Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 23:06 do dia 06/08/2012 O Poema é o meu leito... por: José Guerra O poema é o meu leito onde me deito estreito à espera que a noite me leve nas pálpebras jaz o que o sono me traz vagueia o espírito livre de um corpo cansado que deixo para trás sem jamais saber se algum dia dormirá em paz José Guerra (2012) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 04:15 do dia 01/08/2012 Feira do Livro da Ericeira(...) por: José Guerra Caros amigos e leitores, o meu romance "A Paixão que Veio do Frio", publicado pelo Sitio do Livro, está agora também disponível na Feira do Livro da Ericeira até final de Agosto de 2012. Brevemente informação sobre data da sessão de autógrafos neste local. Um abraço literário! José(...) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 23:47 do dia 24/07/2012 " A Paixão que Veio do Frio " por: José Guerra Autor: José Guerra http://www.sitiodolivro.pt/pt/livro/a-paixao-que-veio-do-frio/9789892026640/     Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 15:12 do dia 16/07/2012 ..Uma alma evadida... por: José Guerra Hoje a noite descansou-me no olhar Adormeceu, porque de uma lágrima Se fez silêncio e do sonho uma alma evadida Nada mais me resta para além de uma vela queimada Tacteio o vento e ouço as árvores Despem-se num bailado tocado pela noite Sinto-te amiúde pelo crepitar das folhas Mas és pó e(...) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 22:26 do dia 02/07/2012 Sou de mar e vento feito... por: José Guerra Sou de mar e vento feito linho bordado em vela solta nasci naquela nau feita de céu onde os dias eram noites e o meu rosto não tinha nome naquele abraço descalço numa tela sem memória renasço das cinzas perdidas e pinto-as de poemas cantados José Guerra (2012) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 23:56 do dia 25/06/2012 Fui passear o vento... por: José Guerra É tarde, já se calou a voz O pensamento vagueia-me O silêncio corta-me o respirar Um de mim saiu por ai Fui passear o vento nesta noite de meia lua Cheira a passado, fico tolhido Nesta aragem sonolenta Sinto que as estrelas conversam De tão alto falam que nem as ouço Mas posso-lhes(...) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 11:23 do dia 12/06/2012 Plantei-te uma flor... por: José Guerra Plantei-te uma flor com o teu sabor nesse corpo de harpejo minha boca teu desejo éramos assim feitos de saliva e beijo como da primavera o cerejo José Guerra (2012) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 11:31 do dia 08/06/2012 És de mar feito... por: José Guerra És de mar feito Profundo estreito Sei que me ouves nas estrelas Quando a noite se faz Somos dum abraço Que não se vê Que morre na alvorada Então somos mar e céu mais uma vez Choramos de saudade Enquanto a luz se vê No crepúsculo se tocam os lábios De amor nos fazemos alegria Na noite,(...) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 19:55 do dia 27/05/2012 Vê o mar... por: José Guerra Vê o mar que chove imagina montanhas nele lá longe, bem longe dos olhares indiscretos dois seres se abraçam afasta as ondas, meu amor repara bem como se amam naquele feno macio pedes-me um beijo nessa tua boca calada sem tu saberes, nem eu já te o dava José Guerra (2012) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 14:10 do dia 25/05/2012 Naquela amurada de prata... por: José Guerra Hoje vi-te naquela amurada de prata eras céu de Janeiro já lá vai tanto tempo que fomos mar e céu estavas linda como aquela manhã de Outono o teu andar voava elegante como se não tivesse chão era poesia nos teus cabelos que de vento eram feitos os sonhos não cabiam em nós nem neste(...) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 10:56 do dia 17/05/2012 Bebi-te num rio... por: José Guerra Bebi-te num rio numa manhã de degelo Tateavas a pedra polida Como se tivesses lábios de desejo Percorrias as entranhas nos fiordes Num frenesim sensual Derretias os prados fumegantes Mitigavas-me o anseio ardente Nos teus lábios quentes Mordias o verde até ser rio Morrias-me na foz até ser(...) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 12:21 do dia 09/05/2012 Se pedires àquela nuvem... por: José Guerra Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 14:01 do dia 01/05/2012 Sessão de Autógrafos por: José Guerra Caros leitores e amigos! No próximo dia 06 de Maio de 2012 (Domingo), estarei na Feira do Livro de Lisboa, associado ao Sitio do Livro, no pavilhão dos pequenos editores entre as 17h00 e as 18h00 para uma sessão de autógrafos das minhas últimas obras editadas. Conto com a vossa presença e um(...) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 11:41 do dia 28/04/2012 Gota de chuva... por: José Guerra Sou aquela gota de chuva Que caiu ali e além Molhei beirais e telhados Beijei o vento e a terra Saciei lábios e mar ao acordar Do céu, morri numa flor Que não sabia amar José Guerra (2012) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 10:51 do dia 17/04/2012 ...a noite aluada... por: José Guerra   Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 22:11 do dia 09/04/2012 Nas águas de Abril... por: José Guerra O poeta escreve nas águas de Abril liberta na chuva o seu querer assim como o verbo encontra na metáfora a sua mais bela forma de ser e encanta em tom de prosa quando a lua acontece beija uma rosa sempre que uma estrela perece José Guerra (2012) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 09:54 do dia 30/03/2012 Chove... por: José Guerra Chove, chovem trovões, aluviões chovem mágoas de tempestade e muitas desilusões chove por chover sem se querer chove assim copiosamente na mais bela forma de ser in "Palavras Por Dizer", José Guerra (2012) http://www.sitiodolivro.pt/pt/livro/palavras-por-dizer/9789899770706/ Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 16:46 do dia 09/03/2012 Um sonho em tela pintado... por: José Guerra Fui no teu mar um barco de papel Um sonho em tela pintado a pastel Num olhar te fiz prosa Nas tuas mãos beijei uma rosa Nas pétalas te escrevi sonhos Em doces olhos teus Vi teus beijos molhados Em lábios meus José Guerra (2012) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 12:39 do dia 08/03/2012 Dia Internacional da Mulh... por: Jos? Guerra Dia Internacional da Mulher És flor que no meu jardim floristenum beijo à beira mar plantadosalgado como a manhã de ontemleve perfume doce no teu sorriso cantadoJosé Guerra (2012) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 14:57 do dia 28/02/2012 ..esculpir o teu corpo no(...) por: José Guerra Quero esculpir o teu corpo no meu Debruado de amor Lágrimas e suor Empedernido de dor Rimas e ardor in "Palavras por Dizer", José Guerra (2012) Brevemente disponível Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 15:58 do dia 24/02/2012 As palavras sabem-me a chão... por: José Guerra Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 10:53 do dia 16/02/2012 A vírgula... por: José Guerra A virgula é a distânciaentre o verbo e a palavra Entre lábios que se desejam Num beijo molhado   Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 12:38 do dia 14/02/2012 DIA DE SÃO VALENTIM por: José Guerra Um poema te faço nos lábios Nos olhos te digo mil e uma cores Na pele cheiro o teu sabor Num beijo te faço amor Por ti daria a vida assim Sou apenas, o teu Valentim José Guerra (2012) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 23:03 do dia 13/02/2012 "A Paixão que Veio do Frio" por: José Guerra Uma prenda cheia de paixão para qualquer dia do ano, porque todos os dias é dia dos namorados. Disponível através do Sitio do Livro e na livraria Leya na Barata na Av. Roma em Lisboa. (Autor José Guerra - clicar na capa do livro) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 11:35 do dia 10/02/2012 De um poema se faz a noite... por: José Guerra De um poema se faz a noite Ao perto vejo o silêncio Que nos teus lábios me lembrou Queria ser ontem E pintar memórias de tempo De beijos teus Debruados de amor Em versos meus José Guerra (2012) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 00:53 do dia 08/02/2012 Amor já viste a lua hoje? por: José Guerra Amor já viste a lua hoje? Ela brilha porque o nosso amor existe Porque assim eu lhe disse Para que o céu deixasse de ser triste In "Palavras por Dizer" (José Guerra, 2012) Brevemente disponível Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 21:20 do dia 05/02/2012 Cansam-me as palavras... por: José Guerra Cansam-me as palavras Deixadas pelo tempo Gastas de velhice Enrugadas pelo vento José Guerra (2012) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 11:59 do dia 01/02/2012 Sou de água tua fonte... por: José Guerra Sou de água tua fonte Que me bebes sequiosa Banhada em beijos teus De amor fresco e prosa Louco te toco de olhos meus Tuas lágrimas pétalas de rosa José Guerra (2012) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 18:03 do dia 30/01/2012 Tinhas no rosto o sonho de um(...) por: José Guerra Tinhas no rosto o sonho de um beijo por te dar no teu corpo os segredos por me contar no silêncio uma vida por me dizeres no ouvido a mais bela história de amor para te contar in "Palavras por Dizer", (José Guerra, 2012) Brevemente disponível Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 14:49 do dia 27/01/2012 José Guerra - Poesia e Prosa(...) por: José Guerra Um blogue diferente, onde o tempo não existe e a palavra é apenas o reflexo do vosso olhar... JGuerra Blogue - Poesia e Prosa Poética Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 22:52 do dia 25/01/2012 por: José Guerra O teu sorriso amor são beijos em flor nesta noite te declamo na pele teu sabor José Guerra (2012) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 13:35 do dia 22/01/2012 "A Paixão que Veio do Frio",(...) por: José Guerra "Os corpos desnudos deixavam-se percorrer por mãos trémulas, ansiosas e suadas. Os lábios encontraram-se no silêncio e nos olhos que por momentos se fecharam. Os dedos titilavam na pele exortando o desejo que o calor do momento impelia." in, "A Paixão que Veio do Frio", romance da minha autoria,(...) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 12:29 do dia 21/01/2012 Sou ave despida do passado... por: José Guerra Respiro a solidão da noite Sem que do sol a deixe fazer manhã Grito num prenúncio de uma alvorada Sou ave despida do passado Sou do mundo, sou de ninguém José Guerra (2012) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 00:52 do dia 20/01/2012 Poesia e Prosa Poética por: José Guerra Se a poesia fosse mar, seria o sal das tuas lágrimas escritas nas ondas do teu olhar...(JGuerra, 2012) http://jmbguerra.blogspot.com Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 12:39 do dia 18/01/2012 ...que se morre devagar... por: José Guerra Este vermelho que se morre devagar em laranja se desfalece em céu frio em sol se fez adeus de nuvem toldado de saudade eu te abraço José Guerra (2012) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 23:59 do dia 29/12/2011 Dois rios... por: José Guerra Dois rios que se beijam entre águas se tocam nos lábios se encontram em paixão se desaguam José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 19:30 do dia 27/12/2011 Acordes em Prosa... por: José Guerra Quando o céu e a terra se tocam No mar se ouve Acordes em prosa se amam Num qualquer violino, que ao longe na memória se deixou tocar José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 13:05 do dia 22/12/2011 Romance - "A Paixão que Veio(...) por: José Guerra Um romance intenso, uma história de amor quase impossível. Disponível na Livraria Leya na Barata, Av. Roma e no Sitio do Livro por encomenda online Neste Natal ofereça Livros! Boas Festas!! Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 12:50 do dia 21/12/2011 Filho do silêncio... por: José Guerra Sou filho do silêncio alma de Ícaro grito surdo, acorde sonhado numa guitarra que declama melodia para quem ama José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 11:51 do dia 17/12/2011 Boas Festas a Todos por: José Guerra Tocam os sinos celestes No frio, noite cipreste Beija-se a noite Na estrela de leste Abraçam-se irmãos se comunga gente em noite invernal de lareira quente José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 11:50 do dia 15/12/2011 Pluma de um escritor... por: José Guerra Devo ter sido a pluma de um escritor que nas palavras escrevia cor debruadas de lágrimas e dor prostradas de singela flor em papel te escrevi amor José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 14:18 do dia 11/12/2011 Para te ver... por: José Guerra Numa cidade perdida de vagas soltas sonhos imersos verde sal mergulho em ti irrompo no teu ser, amor apenas para te ver José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 19:23 do dia 08/12/2011 Aniversário da Poetisa(...) por: José Guerra Tributo a Florbela Espanca, dia do seu aniversário, com um poema da minha autoria. Que a sua alma se durma em prosa beijada de amor e flor... Vou por ai semear palavras ocas como da noite de que sou feito cheio de nada e desalento queria ser ave como o vento para gritar mais alto que(...) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 11:37 do dia 06/12/2011 No teu corpo leve beijo.... por: José Guerra Voar é apenas versar No teu corpo leve beijo Te escrevi sonetos de amor Em prosa te fiz segredos José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 15:51 do dia 30/11/2011 Choro-te... por: José Guerra Choro-te sem que percebas que definhei naquela sombra lânguida que se morreu para lá dos ciprestes oca sem o teu sussurro ter..... José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 16:59 do dia 29/11/2011 Nessa boca sedenta... por: José Guerra Um beijo te queria escrever Nessa boca sedenta Onde se desenham palavras loucas De lábios doce cereja Que na língua se beija O mel te prove Uma vez que seja José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 11:35 do dia 28/11/2011 "A Paixão que Veio do Frio" por: José Guerra "Na imensidão do seu quarto, João dava os primeiros passos amparado por Isabel, ainda debilitado, mas dotado de uma força hercúlea e determinado a vencer a maldita pneumonia que teimava em ficar..." in, "A Paixão que Veio do Frio" disponível na livraria Leya na Barata e Sitio do Livro. O(...) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 20:01 do dia 23/11/2011 Romance "A Paixão que Veio do(...) por: José Guerra Uma história apaixonante, um amor impossível, uma tragédia vivida numa época conturbada, num local emblemático e sinónimo do romantismo. À venda na livraria Leya na Barata, Av. Roma em Lisboa e no Sitio do Livro por encomenda directa no(...) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 12:48 do dia 17/11/2011 Nuvem que se escrevia... por: José Guerra Poesia que se fazia De uma janela que abria De uma nuvem que se escrevia O que a alma sentia José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 12:08 do dia 15/11/2011 Solta as amarras da dor... por: José Guerra Vem, solta as amarras da dor cruza os ventos em flor teu mel meu sabor rosto fino porcelana tua cor no teu beijar que sorri amor José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 15:43 do dia 14/11/2011 Domingo, 20 de Nov., 17h00,(...) por: José Guerra Lançamento e Sessão de Autógrafos do meu romance - "A PAIXÃO QUE VEIO DO FRIO" Dia 20 de Nov. pelas 17h00, na Livraria Leya na Barata, na Av. Roma em Lisboa O autor José Guerra Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 12:35 do dia 12/11/2011 Olha-me assim... por: José Guerra Olha-me assim, sem jeito Não digas nada Amar-te é pouco Serei louco Por de mim me esquecer Nada me importar Se no teu beijar a minha dor calar José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 19:38 do dia 10/11/2011 Romance - "A Paixão que Veio(...) por: José Guerra Romance " A Paixão que Veio do Frio " já disponível no Sitio do Livro (clicar no título) Sessão de autógrafos e lançamento oficial do livro no dia 20 de Novembro de 2011, pelas 17h00 na livraria Leya na Barata, Av. Roma em Lisboa   O autor José Guerra Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 11:55 do dia 10/11/2011 "A Paixão que Veio do Frio" por: José Guerra " A PAIXÃO QUE VEIO DO FRIO " - Já disponível no Sítio do Livro (clique no título) Sessão de autógrafos no dia 20 de Novembro pelas 17h00 na livraria Leya na Barata - Av. Roma, em Lisboa José Guerra Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 17:42 do dia 08/11/2011 Acordei-me em ti... por: José Guerra Hoje acordei-me em ti Sem me importar se o tempo existe De veludo os beijos te senti Mãos cegas te tocaram mudas Boca que se beija em arpejo Assim como num simples desejo José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 14:45 do dia 06/11/2011 Chorei-te um rio de pranto... por: José Guerra Chorei-te um rio de pranto Desalento vil esperança Outono mágoas me trouxeste De um amor que me deste Sem me dares Assim me puseste José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 17:38 do dia 04/11/2011 Não durmo... por: José Guerra Não durmo Porque do sono se fez prosa Das letras ecoam silêncios que falam Que o cheiro da chuva levou Não durmo Porque penso que voltas Sem voltares me acordas Insano fico Não durmo José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 14:26 do dia 02/11/2011 Chuva outonal... por: José Guerra Sabes a chuva outonal que o verão beijara no teu beiral olhava a janela, procurava o teu olhar que não mais ia chegar só a chuva teimava em não parar porque eram lágrimas de mar de um dia tanto te amar José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 15:43 do dia 31/10/2011 Sou poema por dizer... por: José Guerra Sou poema por dizer Que não se quis ser Sou sol por nascer Que a noite viu morrer Sou lágrima de te ver Por te amar sem querer José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 15:11 do dia 27/10/2011 A Paixão que Veio do Frio por: José Guerra O meu 1º Romance, disponível em breve no Sitio do Livro e na livraria Leya na Barata. Sessão de autógrafos no próximo dia 20 de Novembro pelas 17h00 na Leya na Barata, Av. Roma 11-A em Lisboa Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 13:24 do dia 26/10/2011 Que se chove irada... por: José Guerra O cheiro da terra molhada De água desabada Que se chove irada Triste e chorada Por não ser abraçada José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 10:37 do dia 24/10/2011 Nuvens que se chovem... por: José Guerra Nuvens que se chovem De águas carentes Passadas e presentes De tormenta se choram Dilúvios ardentes Do nascer ao poente Se sopram lágrimas de gente Que se gritam, mudas se sentem José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 12:00 do dia 23/10/2011 JGuerra - Poesia e Prosa(...) por: José Guerra José Guerra  - Poesia e Prosa Poética (ver blog) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 11:06 do dia 22/10/2011 Sol poente... por: José Guerra Na praia te vi de sol poente De areia despida ardente Amei-te num beijo quente Em vento salgado que sente José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 13:03 do dia 20/10/2011 Vem princesa... por: José Guerra Vem princesa Leva a tristeza Num abraço que seja No teu dizer que se beija José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 11:20 do dia 18/10/2011 Vou por ai... por: José Guerra Vou por ai semear palavras ocas como da noite de que sou feito cheio de nada e desalento queria ser ave como o vento para gritar mais alto que o tempo José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 10:52 do dia 17/10/2011 por: José Guerra José Guerra - Poesia e Prosa Poética (clicar) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 14:28 do dia 15/10/2011 ..o verbo amar... por: José Guerra Um dia o verbo amar perdeu-se na tua boca sabia a pétalas de flor ditas no teu sabor José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 10:17 do dia 13/10/2011 Do verbo sentir... por: José Guerra Do verbo sentir se faz o poema Se faz o poeta de dor e pena Do verbo sentir um grito infinito Que se escreve pelo não dito José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 11:22 do dia 10/10/2011 A poesia é apenas perfume... por: José Guerra A poesia é apenas perfume Exalado das palavras mudas De um coração que se padece enfermo Da palavra amor Que se morre, morrendo Beijando a dor José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 11:17 do dia 08/10/2011 Nos teus cabelos... por: José Guerra Mergulho nos teus cabelos descubro os dias que não tive arranco-te o perfume em silêncio com o desejo de um beijo que se percorre cego José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 11:29 do dia 06/10/2011 A letra do teu nome... por: José Guerra A letra do teu nome perdi-a no leito mataste a prosa que te havia feito magoaste o verbo, não tinhas o direito partiste um dia assim sem jeito usaste a carne de que sou feito apenas deixaste dor no meu peito José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 22:19 do dia 04/10/2011 Dia Internacional do Poeta -(...) por: José Guerra Ser poeta é ter no dom tristemente belo o sentir que não se sente, de voar sem ter asas, de estar ausente no presente, de ser sem estar, de estar sem ser, de ver na antítese o prazer de escrever e na metáfora a forma de ser... José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 11:04 do dia 01/10/2011 Palavras por dizer... por: José Guerra Palavras por dizer Escritas com dor Saem sem eu querer Singelas com ardor Talvez por saber Que não mais me tens amor José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 10:21 do dia 29/09/2011 Sol pardacento... por: José Guerra Sol pardacento, que te espreitas incerto Olhar funesto, sem se dizer Escondido, encoberto Por não se querer nascer José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 10:16 do dia 27/09/2011 Retalhos da vida de um(...) por: José Guerra Retalhos da vida de um poeta Que das folhas se esvaíram letras Que de amores se perdeu Nos poemas que te leu   José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 13:22 do dia 25/09/2011 Suaves beijos intensos... por: José Guerra Suaves beijos intensos Da tua boca me saem Leves como o vento Que das nuvens se vão De amor nas flores bordado Na lágrima te sinto salgada Que do mar te trouxeste A sede me bebeste José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 10:22 do dia 23/09/2011 Os loucos navegam insanos.... por: José Guerra Os loucos navegam insanos, partindo-se sem saber, sem volta que os carregue, sem estrela que os protege, mas partem assim mesmo, sem nada dizer, talvez por se saber, que jamais voltam a ser... José Guerra (2011)     Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 15:28 do dia 21/09/2011 ..na tua boca de cetim... por: José Guerra Deixa-me fazer-te um verso em alecrim na tua boca de cetim, deixa-me fazê-lo só para ti, ainda que me esqueça de mim.... José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 19:14 do dia 19/09/2011 O sol deixa-se cair.... por: José Guerra O sol deixa-se cair no horizonte, espreita do seu beiral enquanto se desenha longínquo nos telhados pintando silhuetas no olhar com se despede beijando a noite, sem nunca a ter visto... José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 21:55 do dia 18/09/2011 JGuerra - Poesia e Prosa(...) por: José Guerra JGuerra - Poesia e Prosa Poética Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 11:47 do dia 16/09/2011 Se a noite falasse... por: José Guerra Se a noite falasse, carpia de dor as lágrimas choradas pelas estrelas que banham o meu rosto por me imaginar não te ter... José Guerra (2011)   Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 11:40 do dia 14/09/2011 ..sem que percebas... por: José Guerra Choro-te sem que percebas que definhei naquela sombra lânguida que se morreu para lá dos ciprestes oca sem o teu sussurro ter..... José Guerra (2011)   Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 11:04 do dia 12/09/2011 Se me disseres.... por: José Guerra Se me disseres que a noite partiu, sem que o coração te doa, diz-me apenas que não conheces a palavra amor que um dia te fez mulher... José Guerra (2011)   Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 10:26 do dia 10/09/2011 "A Paixão que Veio do Frio" por: José Guerra "Fergie partira há três dias para as termas das Caldas da Felgueira. Abalara irada, sorumbática, mas decidida a regressar com uma decisão tomada, nem que isso lhe custasse o relacionamento com o seu esposo...." in "A Paixão que Veio do Frio" - Excerto do meu 1º romance a lançar no inicio de Outubro(...) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 10:09 do dia 08/09/2011 Vou beijar a noite... por: José Guerra Vou beijar a noite, deixar-me esvair em saudade sem que tu saibas que me deixei em ti... José Guerra (2011)   Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 11:27 do dia 06/09/2011 ...sede da tua boca... por: José Guerra Por campos semeados de sede da tua boca me sacio, lavro-te em prosa desnudo, na semente te planto, ventre se deu tréguas, em espasmos me devoras, num abraço me ficas, beijo-te em silêncio apenas.... José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 10:27 do dia 04/09/2011 ...por ai tragar o vento... por: José Guerra Quero ir por ai tragar o vento, esquecer-me de mim, ser terra e mar e não gente, porque se sente, quando gente de nós se parte assim, de repente... José Guerra (2011) Livros do autor » Ler mais »
  publicado: 09:32 do dia 03/09/2011 JGuerra - Prosa Poética por: José Guerra Lugar no silêncio, onde as palavras se dormem, mas que versam no vosso olhar...em breve o lançamento do meu 1º Romance "A Paixão que Veio do Frio"  (Clicar) Livros do autor » Ler mais »
 
 
 
 
 
Livro adicionado ao carrinho
De momento, este livro não está disponível para encomenda.